EDITORIAL DA SEMANA




O MASSACRE DAS URNAS

A vitória com a maior diferença de votos em toda história de Anguera, obtida por Mauro Vieira no domingo passado, consolida duas realidades evidentes na conjuntura política do município.

Primeiro, o Prefeito reeleito sai das urnas consagrado como o maior líder da política anguerense em todos os tempos. O povo lhe deu “carta branca” para que possa navegar no seio político-social do município com a confiança e a certeza da boa representação.

Segundo, a esmagadora derrota oferecida a Zé Augusto, e com reflexo na derrota de Doutor Paulo, retira os dois irmãos da condição de líderes no grupo da oposição em Anguera.

Assim, a vitória maiúscula de Mauro Vieira, além de fortalecer o seu destino político e permear um caminho sólido no comando do seu grupo, desmanchou o tabuleiro de cacifes do grupo adversário.

O resultado das urnas direciona a reconstrução da oposição em Anguera, mostrando que o povo não aceita mais líderes que alimentam (ou alimentaram) o poder com ódio, vingança, traição, descaso, mentira e irresponsabilidade.

GOVERNO

A nível governamental, Mauro Vieira sai das urnas com a responsabilidade de fazer um segundo mandato muito mais promissor, em retribuição ao carisma e ao reconhecimento que o povo lhe demonstrou em cada momento da campanha.

POLÍTICA

A nível político, terá total controle no grupo para direcionar as articulações que irão começar, mais cedo ou mais tarde, na definição do futuro candidato a Prefeito que terá o seu apoio em 2016.

IMAGEM

Em termos da sua imagem, ele sai das urnas consagrado como o Prefeito do Povo, aquele em quem a população votou com vontade e prazer, desconfigurando o discurso adverso acerca de que “Mauro Vieira não se identifica com a pobreza”.

TRADIÇÃO

A vitória ampla de Mauro Vieira começa a desfazer o pensamento acerca de que a prática do assistencialismo, com a exploração nas necessidades populares para angariar votos, é que garante eleição.

Na verdade, está comprovado, pelo resultado das urnas, que governar com justiça, fazendo o que é correto, buscando obras e progresso, trabalhando a consciência e um modelo de gestão que permite ao povo a construção da independência e a garantia da sobrevivência, conduz ao sucesso.

PERGUNTAR NÃO OFENDE...

Desde o final da tarde de domingo, se fazem vivos e atualizados em Anguera os versos do poeta Carlos Drumond de Andrade:

E agora, José? 
A festa acabou, 
a luz apagou, 
o povo sumiu, 
a noite esfriou, 
e agora, José? 
e agora, você? 
você que é sem nome, 
que zomba dos outros...
E agora, José?

Márcio Vasconcelos

3 comentários:

  1. Todos nós sabemos, que importante nessa vida, não é venser sozinho, o importante é vencer em equipe, no mundo atual onde as pessoas busca o melhor a todo momento não ha mais espaço para o ódio, vingança e traições. vencer e manter uma equipe viva e unida é preciso muita informação e conhecimento, para vencer precisa mais que isso, precisa muita motivação esta sim supera limites quebra recorde e essa união motivada por Mauro encanta as pessoas com o desempenho e os resultados de um trabalho serio e competente, foi quebrado o recorde de votos, foi a forma do povo agradecer a essa equipe. MPC.

    ResponderExcluir
  2. Quantas placas de fora, quantos visitantes, quantas crianças, gente de fora. sempre a turma do 11 questionava nos comicios agora eu tenho a resposta são 4.775 votos do povo de Aguera da pra tu ou quer mais. MPC.

    ResponderExcluir
  3. toinho faz. santa clara - cançela preta14 de outubro de 2012 05:34

    parabéns sec. pela entrevista
    a radia sociedade de feira
    ao programa fala Bahia
    abilhantou o programa com a esperiencia e conhecimento
    politico.

    ResponderExcluir

ATENÇÃO! NÃO SERÃO PERMITIDOS E ACEITOS OS COMENTÁRIOS QUE VIEREM COM OFENSAS E XINGAMENTOS.

AO POSTAR O COMENTÁRIO ESCOLHA A OPÇÃO: Nome/URL e comente usando o seu nome.