UM ANO SEM O PROFESSOR CARLOS ROBERTO "ROBERTINHO"



Carlos Roberto Oliveira Pereira, conhecido como Robertinho, completa hoje dia 19 de novembro de 2010, um ano de falecido. Foi vítima de assassinato em sua residência, em Feira de Santana. Deixou muitas marcas e lembranças, entre elas, sua coluna neste Blog Anguera Online. A partir de agora, quinzenalmente o Anguera Online, estará republicando textos que o Professor Carlos Roberto escreveu em sua coluna.


 BIOGRAFIA DE CARLOS ROBERTO DE OLIVEIRA PEREIRA

Carlos Roberto de Oliveira Pereira, nasceu em Anguera, no dia 20 de março de 1970. É filho do Senhor José Carlos Pereira e da Senhora Francisca Machado de Oliveira.

Roberto foi alfabetizado pela Srª. Erotildes Rodrigues de Souza (Dona Tide). Estudou da 1ª a 4ª Série na Escola Estadual Arthur Vieira de Oliveira, e da 5ª Série do Ensino Fundamental ao 3º Ano do Ensino Médio, no Centro Educacional Professor Áureo de Oliveira Filho, onde se formou em Professor das Séries Iniciais em 1989.

Começou a trabalhar muito cedo. Aos 16 anos iniciou sua vida profissional, exercendo a função de mensageiro da antiga Telebahia, até o ano de 1989. Logo depois em 1990 ingressou no magistério, lecionado na Escola Érico Sofia Brandão até dezembro de 1992.

No período de 1990 a 1992 exerceu voluntariamente as funções de Escrivão de Polícia da Delegacia da nossa cidade e também a função de Comissário de Menores na Comarca de Serra Preta, com brilhante atuação.

Em 1993 mudou-se para a cidade de Nova Redenção, onde exerceu as funções de Escrivão de Polícia e Professor de Matemática. Posteriormente, em 1996 retornou para Feira de Santana onde realizou um dos seus maiores sonhos, ingressar na Policia Militar da Bahia, exercendo a função de Soldado.

Em 2004 casou-se com a Sra. Liliana Couto Figueiredo, com quem teve um filho, o garoto Lincon. Além desse filho, Roberto deixou mais três outros filhos: Lucas, William e Mirela.

Em 1997 foi aprovado num concurso público para o cargo de Escrivão da Policia Civil da Bahia, mas a sua paixão pela Policia Militar, o fez desistir de assumir a função para a qual foi nomeado.

No período entre 1998 a 2004 atuou também como amigo da Escola Carmem Andrade, no bairro Sobradinho em Feira de Santana.

Em 2006, Roberto realizou outro grande sonho, ingressou na FTC (Faculdade de Tecnologia e Ciências), para fazer o curso de Licenciatura em Matemática, o qual concluiria neste ano de 2010.

Nos anos de 2008 e 2009 participou dos seguintes cursos: Violência, Criminalidade e Prevenção; Isolamento e Prevenção; Gerenciamento de Crises; Prevenção e uso indevido de Drogas e Investigação Criminal.

Roberto foi um excelente filho, ótimo irmão, pai exemplar, amigo fiel e sincero, profissional comprometido e responsável, um homem de bem. Pessoa irreverente, que cativava a todos com seu jeito brincalhão, fazendo amigos por onde passava.

Ninguém amou Anguera, mais que Roberto. Ele sempre carregou o orgulho em dizer SOU ANGUERENSE! Lutou de todas as formas para ver sua querida terra Natal livre, prova disso é que saiu pelas ruas dessa cidade a clamar por liberdade e justiça. Tanto desejo por liberdade levou-o a confeccionar uma bandeira, na qual dizia: “ANGUERA LIVRE”.

Em 19 de novembro de 2009, Roberto parte dessa vida, carregando a certeza de que Anguera viverá uma Nova História, e que será uma cidade livre e desenvolvida graças ao esforço do prefeito e do apoio da sua gente.

Roberto faleceu no dia 19 de novembro de 2009, vítima de assassinato. Seu sepultamento, no dia seguinte, contou com grande número de populares e foi acompanhado pela Fanfarra Municipal.

In memorian, Recebeu uma homenagem da Administração Municipal, sendo patrono do Centro Digital de Cidadania, inaugurado em agosto de 2010.

Que os bons exemplos desse anguerense ilustre, sejam seguidos por todos os que amam essa terra.

Biografia Escrita Pelo Professor Israel Lima



9 comentários:

  1. THAMYRES DE OLIVEIRA PEREIRA19 de novembro de 2010 03:49

    É VERDADE.MEU IRMÃO ERA TUDO ISSO E MAIS UM POUCO,HA BETO SINTO TANTA SUA FALTA MEU IRMÃO,VC ERA UM HOMEM TÃO FELIZ,GOSTAVA TANTO DE VIVER A VIDA ME ENSINOU TANTA COISA E ATE HOJE AINDA OUÇO SUA VOZ DIZENDO ABOBRINHA, ABOBRINHA...


    TE AMO PRA SEMPRE!!!

    ResponderExcluir
  2. CLÍCIA CARINE DE OLIVEIRA PEREIRA22 de novembro de 2010 13:54

    O VAZIO QUE HOJE MORA NO PEITO,E ESSA DOR QUE DILACERA O CORAÇÃO, É A SAUDADE Q INVADE E ADOECE. ME MOSTRANDO A TODA HORA Q NÃO TENHO MAIS VOCÊ AQUI.....ISSO DOI DEMAIS!!! OS DIAS VÃO PASSAR, MAS NÃO VOU TE ESQUECER. VOU TE GUARDAR P/ SEMPRE NO MEU CORAÇÃO.A SUA PASSAGEM AQUI NA TERRA FOI MUITO LINDA!!!!! A CADA DIA PEÇO A DEUS Q ME DER FORÇAS, POIS É MUITO DIFÍCIL.....

    ResponderExcluir
  3. MEU PRIMO ATE HOJE ACREDITO QUE ELE VAI CHEGAR E ME DAR UM BRAÇO E UM BEIJO!!!

    Era uma vez uma menina que tinha um pássaro encantado.
    Ele era encantado por duas razões:
    Não vivia em gaiolas, vivia solto,
    Vinha quando queria, quando sentia saudades...
    E sempre que voltava, suas penas tinham cores diferentes,
    As cores dos lugares por onde tinha voado.

    Certa vez voltou com penas
    Imaculadamente brancas, e contou histórias de montanhas
    cobertas de neve.
    Outra vez, suas penas estavam vermelhas, e contou histórias de desertos incendiados Pelo sol.

    Era grande a felicidade quando eles Estavam juntos.
    Mas, sempre chegava a hora do pássaro Partir...
    A menina chorava e implorava:
    - Por favor, não vá.
    Terei saudades, vou chorar.

    - Eu também terei saudades - dizia o Pássaro - mas vou lhe contar um segredo! Eu só sou encantado por causa da Saudade. É ela que faz com que minhas Penas fiquem bonitas...
    Senão você deixará de me amar.
    E partiu.

    A menina, sozinha, chorava.
    Uma certa noite ela teve uma idéia: e se o Pássaro não partir?
    Seremos felizes para sempre! Para ele Ficar, basta que eu o prenda numa gaiola.
    E assim fez.

    A menina comprou uma gaiola de prata,
    A mais linda que ela encontrou.
    Quando o pássaro voltou, eles se Abraçaram, ele contou histórias e Adormeceu.
    A menina aproveitou o seu sono e o Engaiolou.
    Quando o pássaro acordou deu um grito
    De dor.
    - Ah ! O que você fez? Quebrou o encanto. Minhas penas ficarão feias e eu me Esquecerei das histórias.
    Sem a saudade, o amor irá embora...

    A menina não acreditou...
    Achou que ele se acostumaria.
    Mas, não foi isso o que aconteceu.
    Caíram as plumas e as penas Transformaram-se em um cinzento triste.
    Não era mais aquele o pássaro que ela Tanto amava...
    Até que ela não mais agüentou e abriu a Porta da gaiola.
    - Pode ir, pássaro -
    Volte quando você quiser...
    - Obrigado - disse o pássaro - irei e voltarei Quando ficar encantado de novo.
    Você sabe, ficarei encantado de novo Quando a saudade voltar dentro de mim
    E dentro de você.
    Hoje tava lendo essa historia e lembrei do meu primo...
    TE AMOOOOOO BETOO.

    ResponderExcluir
  4. A ausência da presença, machuca e fere o coração.
    Cicatrizes que se abrem facilmente dia apos dia.
    Apesar da imensa solidão que sentimos no íntimo,
    uniremos forças para estarmos sempre felizes, pois,
    sem dúvidas, estaremos sendo lembrados pelas mesmas
    pessoas em que estamos pensando neste exato momento,
    Com as mesmas preocupações, alegrias e saudade...

    Seu eterno amigo_irmão:

    ATANAEL (NAEL).

    ResponderExcluir
  5. Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, as descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos...

    Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim... do companheirismo vivido... Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre...

    Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida, talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe... nos e-mails trocados...

    Podemos nos telefonar... conversar algumas bobagens. Aí os dias vão passar... meses... anos... até este contato tornar-se cada vez mais raro. Vamos nos perder no tempo...

    Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão: Quem são aquelas pessoas? Diremos que eram nossos amigos. E... isso vai doer tanto!!! Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida!

    A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente... Quando o nosso grupo estiver incompleto... nos reuniremos para um último adeus de um amigo. E entre lágrima nos abraçaremos...

    Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado... E nos perderemos no tempo...

    Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades...

    Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores... mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!!!

    SEU ETERNO AMIGO-IRMÃO:
    ATANAEL (NAEL).

    ResponderExcluir
  6. Ao Amigo que perdi

    O Tempo passa,
    a Saudade fica.
    Daquele Olhar amigo,
    que sem saber como,perdi!
    Jà nao tenho o seu Ombro,
    para poder descansar.
    E até mesmo o seu Rosto,
    aos poucos,
    o Tempo teima em apagar.
    Almofada mais fofa,
    ainda nao encontrei!
    Quero Correr para Ti,
    mas o Vento levou-Te,
    para onde,
    eu nao sei...

    Saudades eternas.

    ATANAEL (NAEL).

    ResponderExcluir
  7. HOJE ESTA COMPLETANDO TRÊS (03) ANOS QUE VOCÊ PARTIU DESTE PLANETA MEU AMIGO-IRMÃO E A SAUDADE A CADA MOMENTO AUMENTA... E NOSSA AMIZADE SEMPRE FOI E SEMPRE SERÁ ASSIM:
    100 horas
    100 data
    100 tristeza
    100 limites
    E você pode até ser assim:
    100 juízo
    100 noção
    100 conserto
    100 solução
    Mas pra mim você é:
    100 defeitos
    E para sempre você vai morar no meu coração
    100 dúvida alguma!!!

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Hoje completa quatro (04) anos do seu sepultamento mas você continua e continuara sendo lembrado dia apos dia.
    Que onde você estiver que seus caminhos sejam iluminado grandemente.

    Amigos vem, amigos se vão.
    Mas os verdadeiros amigos, nem mesmo a morte os afasta de nós. São eternos e incondicionais.

    ResponderExcluir

ATENÇÃO! NÃO SERÃO PERMITIDOS E ACEITOS OS COMENTÁRIOS QUE VIEREM COM OFENSAS E XINGAMENTOS.

AO POSTAR O COMENTÁRIO ESCOLHA A OPÇÃO: Nome/URL e comente usando o seu nome.