A IDEALIZAÇÃO DOS PARTIDOS POLÍTICOS



 O Brasil é superdimensionado não apenas no índice de analfabetos, pobres, corruptos, sem-teto, sem-terra, sem-direitos, sem-vez e sem-voz. É também o país que tem mais partidos políticos. Diferentemente da época do regime militar, na qual a Lei Falcão, permitia a existência de apenas dois partidos (ARENA x MDB), hoje o país conta com 27. E isso, de alguma forma tem me inquietado.

Sou, por algumas razões (quiçá sem razão) um revoltado com este país, em virtude de algumas coisas que nele acontece. E dentre essas coisas, é essa salada de frutas político-partidária que vejo atualmente acontecer em todo o país.


Ingenuamente imaginava que cada sigla partidária, quando criada, era em nome de uma bandeira a ser defendida; em nome de uma ideologia, mas não. Não é nada disso. A ideologia é uma coisa. Uma coisa apenas: PODER. E para voltar ou permanecer no poder, faz-se de tudo. Adversários de outrora, tornam-se aliados íntimos (ex.: Quércia X Serra, Lula X Collor, Wagner X Otto, Souto X Nilo Coelho, Geddel X César Borges, etc.). Por que será que as duplas supracitadas resolveram se aliar? Seria em nome de uma ideologia? Seria para defender a causa dos menos favorecidos? Por quê? Eles fazem isso pensando nas famílias do Morro do Bumba de Niterói, nos desabrigados do Rio Subaé de Santo Amaro,  nos miseráveis do Nordeste que ainda não têm acesso a água potável e vivem em condições abaixo da linha de pobreza, sem dignidade? É pensando nessa gente que eles se unem?

Não sei até que ponto, meu amigo leitor, esta questão lhe inquieta. Mas ainda que nada lhe diga respeito, pense antes de votar, se ainda vale a pena votar em partido, se vale defender partido no nosso país. Eu acho que não. Já que não tem jeito, prefiro votar na pessoa. Não sei até quando. Abraço.

André Brito
Pastor

2 comentários:

  1. Pr. Janio Pereira - Rio de Janeiro15 de janeiro de 2011 19:32

    Concordo contigo amado companheiro de ministério. Quando olho para o retrato do congresso brasileiro de hoje, fico pensando: qual a "cara" do nosso país? Aonde iremos chegar? Nossa sociedade aprova o que é errado e desaprova o que é certo, os programas de maiores audiências são os pornográficos,as pessoas mais famosas e mais bem pagas são modelos que posam pelados, jogadores de futebol que são envolvidos em grandes escândalos e os políticos envolvidos nas grandes falcatruas. Precisamos urgente de uma mudança e só a misericórdia de Deus.

    ResponderExcluir
  2. Como sempre comentários super inteligentes. Eu de certa forma concordo com à sua opinião, no entanto, acho que o modelo do nosso sistema político brasileiro leva aos inimigos de outrora a serem aliados de hoje, tudo isso em troca da tal "governabilidade".Acredito que deva ser repensado as ditas "alianças políticas" através da tão esperada "reforma política". A partir dai,poderia-mos tentar começar à acreditar na tal da ideologia.

    ResponderExcluir

ATENÇÃO! NÃO SERÃO PERMITIDOS E ACEITOS OS COMENTÁRIOS QUE VIEREM COM OFENSAS E XINGAMENTOS.

AO POSTAR O COMENTÁRIO ESCOLHA A OPÇÃO: Nome/URL e comente usando o seu nome.